Fechar

    Acesso Portal Pitágoras

  • Entrar
  • Nossas redes:
  • Facebook | Colégio AZ
  • Twitter | Colégio AZ


Os Benefícios de Ser Bilíngue Podem ser Vistos em Bebês de 11 Meses

Comece cedo com eles

Os Benefícios de Ser Bilíngue Podem ser Vistos em Bebês de 11 Meses

PETER DOCKRILL

 

Diversos estudos apontam os benefícios de falar mais de uma língua, com pesquisas mostrando que adultos bilíngues têm um volume maior de massa cinzenta e podem se recuperar mais facilmente de danos cerebrais.

Cientistas também mostraram que os efeitos positivos do bilinguismo podem ser vistos em crianças novas, mas um novo estudo sugere que os benefícios de expor uma pessoa a mais de uma língua podem ser vistos quando temos apenas alguns meses de idade.

“Nossos resultados sugerem que antes deles começarem a falar, bebês que crescem em famílias bilíngues estão ganhando prática em tarefas relacionadas a executar funções,” diz o neurocientista Naja Ferjan Ramírez da Universidade de Washington. “Isso sugere que o bilinguismo modela não apenas o desenvolvimento da língua, mas também a cognição em geral.”

De acordo com os pesquisadores, quando os bebês estão próximos de fazerem um ano de idade e começarem a falar, eles começam a mudar como processam os sons das palavras faladas, e é nesse ponto onde crescer em uma família bilíngue pode ser uma vantagem.

“Bebês monolíngues mostram um estreitamento na sua percepção de sons por volta dos 11 meses de idade – eles não distinguem mais os sons das línguas estrangeiras como faziam com 6 meses,” afirma um membro do time, Patricia Kuhl. “Mas bebês que crescem ouvindo as duas línguas parecem ficar ‘abertos’ a sons de línguas novas por mais tempo do que seus pares monolíngues, o que é algo bom e altamente adaptativo para suas mentes.”

As descobertas, publicadas em Ciências do Desenvolvimento, são baseadas em observações feitas em 16 bebês de 11 meses de idade que fizeram parte da pesquisa. Oito bebês vieram de famílias onde o inglês era a única língua falada, enquanto os outros oito vieram de famílias que falavam inglês e espanhol.

Os cientistas usaram imagem de magnetoencefalografia (MEG) para monitorar a atividade da mente dos bebês enquanto eles ouviam a 18 minutos de sons de falas específicos de inglês ou espanhol, ou comum para ambos.

O time descobriu que enquanto estava ouvindo ao áudio, os bebês bilíngues mostraram respostas mais fortes em seus córtices pré-frontais ou orbitais – regiões do cérebro associadas a questões como o processamento cognitivo e a tomada de decisões.

De forma interessante, os bebês bilíngues mostraram sensibilidade neural tanto para sons em inglês quanto em espanhol, sugerindo que eles estavam de fato aprendendo as duas línguas.

Além disso, os bebês monolíngues não eram mais sensíveis ao inglês do que os bebês bilíngues, o que significa que o fardo cognitivo de ser exposto a duas línguas não estava diminuindo sua capacidade de aprendizado, apesar do duplo uso.

Enquanto as descobertas ainda precisam ser confirmadas em estudos maiores, com mais bebês, eles são um alívio para pais bilíngues preocupados que a “exposição excessiva” de seus filhos a duas línguas possa dificultar seu aprendizado.

“O cérebro do bebê de 11 meses está aprendendo qualquer língua ou línguas que estejam presentes em seu ambiente e é igualmente capaz de aprender duas ou uma língua”, afirma Ferjan Ramírez. “Nossos resultados sublinham a noção de que não apenas crianças novas são capazes de aprender diversas línguas, mas também que a primeira infância é o melhor momento para começar a aprender.”

 

Tradução: http://www.sciencealert.com/the-benefits-of-being-bilingual-can-even-be-seen-in-11-month-old-babies

 

‹‹ Voltar

© 2012 - Todos os direitos reservados - Colégio AZ Bilingue

Desenvolvido pela Agência de Marketing Digital Goodae